#lifestyle

PORQUE A TOSCANA É ASSIM… SEM PRESSA

A Toscana é localizada na área central da Itália, magnífica com seus imensos campos de feno e trigo e majestosamente ensolarada.

Mantém viva suas tradições através dos borgos medievais, transmitindo serenidade e tranquilidade para quem vive nestes locais e para quem visita a bella Toscana.

Impressiona com tanta beleza natural e o cuidado em manter a paisagem e as construções restauradas sem perder a identidade italiana.

Como o Val d’Orcia protegido e reconhecido como Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 2004.

Castelos medievais, colinas, cidades antigas, belas vilas, casa isoladas, ciprestes, vinhas fabulosas e olivais centenários, campos de trigo de cor ouro e magníficos campos de feno. Esses são apenas alguns elementos que compõem as paisagens ensolaradas e harmoniosas dessa fantástica região.

Não estranhe se por alguns momentos sentir-se na era medieval ou um peregrino dos anos 500 d.c. em vilarejos de pedras e trilhas em meio ao bosque, que compõem a via Francigena (Via dos franciscanos e pereginos na qual atravessa a Itália)

As cidades mais medievais da Toscana são tombadas pela UNESCO e algumas delas estão localizadas no Val D’Orcia, são elas: Siena, Gaiole in Chianti, San Gimignano, Montalcino, Lucca, San Quirino d Orcia e Pienza.

Ainda no Vale D Orcia são produzidos mais de 200 rótulos diferentes de vinhos feito por pequenos produtores, fazendo com que a qualidade de seus vinhos está em constante evolução. Também nâo posso deixa de falar da excelente qualidade do azeite de oliva, sendo referencia mundial assim como os vinhos.

Para quem ama gastronomia de excelência e / ou produtos artesanais, apresentam-se queijos e salames que harmonizam muito bem com os famosos vinhos da região – Brunello de Montalcino e Orcia, massas artesanais, doces tradicionais e sorvetes típicos italianos de deixar água na boca.

Na Toscana é conservado o modo de viver tranquilo às vezes bucólico e sempre vivendo a contemplação da natureza sem interferir nos seus processos naturais. Para isso a Itália é considerada mundialmente entre os países que mais preservam seu Habitat natural.

Passeios de bicicleta, caminhadas nos bosques, subir em montanhas, contemplar os campos e seus ciprestes fazem parte do cotidiano na Toscana. Um lugar para viver a paz e a esplendor da natureza.

Segue abaixo uma pequena galeria de fotos inspiradoras. Fonte: arquivo pessoal e pinterest

Toscanaebike.com

E-bike Tuscany

INSPIRAÇÃO TOSCANA NO DECOR

Casas com inspiração em Estilo Toscano são decoradas com elementos da natureza, muros de pedra, acessórios de ferro, interior de pedra rústica e texturas, pisos de mármore e madeira sólida. Na paleta de cores o que predomina são os tons quentes e terrosos.  Cria-se sempre uma ampla ligação entre a decoração da fachada, jardins e o interior das casas.

Possui um estilo único, pois as tardicionais casas Toscanas, possuem janelas alongadas, portas bem decoradas, podem ter até três pavimentos e muitas possuem um anexo bem decorado para guardar grãos.

Os jardins Toscanos são um charme a parte, e fazem parte da decor da casa, são lindos vasos, estátuas e fontes que compõem da decor externa e valorizam ainda mais com iluminação direta para as Oliveiras – sim as oliveiras são árvores cultivadas no jardim das casas.

É impossível não se apaixonar por este lindo estilo….. Inspire-se! 🌻🌻

Grande abraço! Abraccio! 🇮🇹💚🤍❤️

Estou no pinterest: Carpe Diem Blog/ @rachbarcellos / Barcellos3037

#lifestyle

/// COLD BREW TEA /// CHÁ FRESCO

O PRAZER RESGATADO

As bebidas aromáticas sempre fizeram parte dos costumes de todos nós. Chás, Mate, Thé, Tererê… Qualquer que seja a infusão, somos habituados a nos esquentar ou nos resfriar tomando uma bela e gostosa infusão.

Muitas vezes com a correria do dia a dia é muito comum deixar de lado o prazer de tomar um chá. Temos mais o hábito de tomar café, refrescos prontos e refrigerante. Parece ser mais prático.

Mas vou te contar que a técnica COLD BREW TEA (infusão a frio) ou chá fresco é fácil e prático. Você vai precisar somente uma jarra ou contenidor, chá, fruta e ervas.

O COLD BREW TEA ou chá fresco está sendo muito falado, por ser uam bebida altamente aromática e energizante, assim como o café.

Semelhante ao café frio, o COLD BREW TEA ( chá frio) tem muitas vantagens em termos de sabor e facilidade.  Embora a preparação do chá tradicional com água quente seja tecnicamente mais rápida, pode ser mais difícil obter um sabor suave. 

A temperatura da água, para fazer o COLD BREW TEA, tem um grande impacto no resultado final do chá e se a água estiver muito quente, o chá (principalmente as variedades pretas) irá liberar o excesso de taninos e resultar em um sabor amargo no paladar.

Ao preparar o COLD BREW TEA, a temperatura mais baixa permite que o chá libere seu sabor lentamente e, como resultado, seja muito menos amargo.  Outra vantagem do chá frio é que é virtualmente impossível fazer uma infusão excessiva.  Chá muito macerado apresenta o mesmo problema que chá macerado com água excessivamente quente: amargor. 

Ao preparar o COLD BREW TEA, o maior fator que afeta o sabor é o tempo de infusão.  A imersão do chá em água fria por 12 horas resulta em um chá saboroso com poucas ou nenhumas notas amargas.

Ah! Vale lembrar que infusão de ervas naturais perdem seus benefícios medicinais após 24 horas.

O COLD BREW TEA da foto foi feito com chá preto, pêssego, morango e champagne

1. Escolhendo Seu Chá

Qualquer chá em folhas soltas ou em saquinhos que você goste do sabor.  Experimente misturar chás diferentes para criar uma mistura única. Por exemplo misturar chá de saquinho com ervas frescas. 

2. Proporção de chá para água

Para garantir que você tenha a bebida mais saborosa, meça cuidadosamente a água.  Para cada xícara de água , 1 saquinho de chá ou 1 colher de chá de folhas soltas deve ser suficiente.

3. Deixe gelando

Coloque a sua infusão na geladeira por no mínimo 6 horas até 12 horas.

Sirva sua infusão COLD BREW TEA em copos e aproveite para fazer aquela apresentação na decoração digna de revista.

Aproveite e tim tim🥤🥤

Se você gostou deste post, curta👍 e compartilhe com quem você gosta😉

#lifestyle

A IMPORTÂNCIA DO ÓCIO CRIATIVO

Há um breve tempo atrás eu escutava muitas pessoas dizer: “Eu não tenho tempo pra nada, pois trabalho muito”; “Eu não tenho descanso”; “Trabalho sem ter folga”. Isso gerou problemas de ordem psicossocial gigantesco, na grande maioria das pessoas, nos quais afetou a qualidade de vida, incluindo sua convivência com a família.

Atualmente, no cenário em que estamos vivendo com a pandemia do Covid-19, quando tudo está restrito e precisamos nos resguardar, o ócio criativo tornou-se fundamental para reequilibrar as estruturas mentais dos nossos pensamentos e então agir com mais exatidão, sem sentir-se no automático.

Já vi vários exemplos de pessoas, que pararam metade das exigências e funções profissionais, para relaxar os pensamentos por um tempo e quando retornaram estavam mais criativas.

Então o que é ócio criativo

O Ócio Criativo segundo Domenico di Masi, sociólogo italiano é:

É desenvolver a arte de viver e fazer pouca distinção entre o trabalho e o tempo livre.”

” Almejar, simplesmente, a excelência em qualquer coisa que faça, deixando aos demais a tarefa de decidir se está trabalhando ou se divertindo.”

A tese do Ócio Criativo é a de que as pessoas não precisariam se matar de trabalhar mais que oito horas por dia, fechados em ambientes hostis e mais…Levar trabalho para casa.

Graças ao avanço da tecnologia permitiu à humanidade que se libertasse de tanto trabalho e aproveitasse melhor o tempo livre.

O Ócio Criativo nada mais é que uma tese, no qual prova a melhoria no trabalho usando o tempo livre para criar novos Hobbys (fazer outras “leituras” da vida)

Também defende com ardor o trabalho à distância, reduzindo o excesso de procedimentos e tarefas.

” As empresas seriam mais criativas, mais produtivas e reduziriam despesas. Os trabalhadores teriam mais tempo para a vida pessoal, revitalizariam seus relacionamentos com a família, com o bairro, com a cultura, alimentariam a própria criatividade.”

Mesmo o Home Office sendo defendido pelo sociólogo, com toda a tecnologia disponível, continuamos trabalhando como operários de uma fábrica de linha de montagem do século XVIII.

O trabalho (empresa função) não deve produzir medo e infelicidade, pois como consequência irá despertar raiva nas pessoas.

O Sociólogo e Autor de O Ócio Criativo adota o estilo de vida que prega. Montou o escritório de sua própria empresa no andar de baixo da casa onde mora. Trabalha com colaboradores a distância e afirma que, quando dá na telha, a equipe sai para passear pelas ruas de Roma. Não há muita distinção entre trabalho e lazer.

Acredito que a teoria é bem mais bonita que a prática. O Home Office, mesmo pra quem é disciplinado, traz armadilhas, pois muitas vezes o trabalho mistura-se com nosso tempo livre, fazendo desaparecer o limite entre estudo, trabalho e lazer.

Lembre-se: Ócio Criativo não é ficar sem fazer nada. Você pode ficar de pernas para o ar, mas fazendo algo que te exija atividade de pensamento, criatividade e inovação. É qualidade de vida. Pense nisso!

Um abraço ✨✨✨✨

⚜️⚜️ ✧:.。.𝑅𝑎𝑞𝑢𝑒𝑙 𝐵𝑎𝑟𝑐𝑒𝑙𝑙𝑜𝑠.。.:✧⚜️⚜️

Carpe Diem blog está no pinteres
Carpe Diem está no Pinterest
#lifestyle

COMO FAZER UMA MINI HORTA

Quem não gosta de um temperinho colhido na hora. Um cheirinho irresistível de dar água na boca e ainda deixar a comida mais apetitosa. As mini hortas em casa, apartamento, terraço ou na cozinha são a super tendência de levar natureza e sabor genuíno para sua vida.

As vantagens de ter uma mini horta em casa não é somente estática ou econômica: hoje em dia está bem complicado consumir produtos que não contenham agrotóxicos, porém, com uma hortinha de temperos ou mini horta ao seu alcance, é possível saber como a planta foi cultivada. E ainda sentir-se seguro que você e sua família estão ingerindo algo de qualidade.

Neste post, você vai ver como fazer uma mini horta, de forma muito simples.

As únicas exigências que você precisa ter mais atenção com as plantinhas, é com a água e luz. Outros procedimentos como trocar a terra e incluir compostagem nos vasinhos, poderá fazer a cada troca de estação ( a cada três meses)

Cultive uma alimentação saudável

Cultivar temperos e ervas aromáticas em casa ou apartamentos é possível sim! Basta ter imaginação e criatividade. Fazer um cantinho cheio de personalidade é muito gratificante.

Pensando nisso relacionei 6 temperos básicos que são fáceis de cultivar e fazem toda diferença na sua alimentação.

Alecrim

De origem mediterrânea, o alecrim é uma planta rústica e que vive muito bem em climas quentes e terrenos mais arenosos. Ele não precisa de água em abundância para viver e é bem resistente. É muito utilizado em preparos de carnes e molhos em geral.

Hortelã

Erva extremamente aromática, essa é a hortelã, uma ótima opção para a horta em casa. Sua raiz, se espalha rapidamente, e seu aroma forte podem prejudicar o crescimento das outras plantas . Sendo assim, o ideal é que a hortelã seja plantada em um vaso ou espaço separado de outras plantas.

Salsa

Outro tempero muito comum na culinária é a salsa, que gosta de climas mais amenos e suporta bem ambientes com menos sol em que haja um pouco de sombra. Ainda, tenha em mente que a salsa gosta de solos com boa drenagem e irrigação diária.

Orégano

Orégano lembra… pizza! Mas este tempero também dá um toque especial nos pratos com assados e molhos. Ele adapta-se muito bem a climas mais amenos, mas não abre mão do sol. Ah! Vale lembrar que, quando seco, o orégano pode ser guardado dentro de vidrinhos, e você terá tempero por um longo tempo.😉

Manjericão


O manjericão é uma planta muito versátil, utilizada em diversos pratos. Ele se adapta muito bem a climas mais quentes e gosta de bastante sol. Para mantê-lo, as regas devem ser constantes e moderadas. Uma dica importante: as flores do manjericão “roubam” a força da planta e devem ser cortadas com tesoura.

Cebolinha

A cebolinha é uma alimento que podemos plantar facilmente em casa.

Cultivar esse saboroso tempero, você irá precisar de uma terra rica em matéria orgânica (compostagem) e bem drenado.

É uma planta rústica que se adapta, também em solos mais arenosos.

O cultivo pode ser da própria cebola brotada, por divisão de touceiras de uma planta adulta ou por sementes.

A rega deve ser frequente porém não deixe o vaso ou a jardineira encharcada.

Escolha o melhor espaço

A horta pode ser feita em qualquer cantinho da sua casa. O ideal que você escolha um local que tenha iluminação natural para começar a fazer sua horta. O ideal é que a horta receba luz do sol entre 2 a 4 horas para crescer saudável.

Crie seu espaço verde com muito carinho 🌿🌱🍃

Espero que tenham gostado desse artigo feito para quem ama natureza, aromas e sabores🌱👩‍🍳👨‍🍳🌱

Um forte abraço 😊



Sou Raquel, criadora do Carpe Diem blog e conteúdo digital, professora, produtora rural, e apaixonada em cultivar horto-botânica.