Gastronomia

A DIETA MEDITERRÂNEA COMO ESTILO DE VIDA

A Dieta Mediterrânea é considerada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO desde 2013. É a “espinha dorsal” diária nos países que circundam o Mar Mediterrâneo. Um modo de viver, compartilhar e conviver, como também uma fonte de nutrição e tradição.

As tradições centenárias dos agricultores são arduamente seguidas para manter as características genuínas, ao longo do tempo, tanto dos produtores, dos laboratórios de laticínios quanto de toda a cadeia de abastecimento que sustenta a Dieta Mediterrânea.

A dieta mediterrânea é aprovada pela Unesco como uma dieta saudável e rica em composição nutricional.

Porém acendeu um alerta para o queijo parmesão e presunto; pelo conteúdo de sal, açúcar e gordura.

Mas para contornar tal situação, com o propósito de combater doenças não transmissíveis foi acordado um sistema de rotulagem.

O QUE MUDOU NA DIETA MEDITERRÂNEA

O único item que foi incluído na Dieta Mediterrânea foi a adoção de rótulos nas embalagens( relatando o teor de gorduras, gorduras saturadas, sal e açúcar por 100 gramas).

QUAIS ALIMENTOS FAZEM PARTE DA DIETA MEDTERRÂNEA

Pirâmide Alimentar da Dieta Mediterrânea

A maioria dos alimentos que fazem parte da Dieta Mediterrânea são de origem vegetal (frutas, legumes, verduras, pão e cereais, principalmente os integrais, batata, feijão, e outras leguminosas, nozes e sementes) frescos, naturais, sazonais e de origem local.

Ainda frutas frescas como sobremesa diária, doces com açúcar refinado ou mel algumas vezes na semana. O azeite de Oliva como principal fonte de gordura; Laticínios(principalmente queijo e iogute) consumido diariamente em quantidades modestas a moderadas.

Peixes e aves consumidos em quantidades relativamente baixas; zero a quatro ovos por semana; Carnes vermelhas em quantidade mínima e vinho consumido em quantidades modestas a moderadas, geralmente durante as refeições.

A Dieta Mediterrânea tem um baixo teor de gordura saturada(menos de 7-8%) e um teor de gordura total de menos de 35% dependendo da área.

O conteúdo calórico da Dieta Mediterrânea em pesquisas populacionais não ultrapassou 2.500 Kcal para homens e 2.000Kcal para mulheres.

Também foi originalmente associada à atividade física regular e diária.

Aliás é importante mencionar que os povos do mediterrâneo não tem somente o costume de elaborar pratos riquíssimos de sabor, mas exercitam-se muito, o dia todo e todo o dia.

Portanto a dieta mediterrânea possui grandes desafios, a fim de transformarmos a vida cotidiana em boas práticas com nós mesmos e com os outros, e ainda corrigirmos possíveis desacertos nutricionais de forma sustentável, saudável e correta.

Então se você gostou deste post, compartilhe com sua família e seus amigos.🤗

“Aggiungi un posto a tavola” Quer dizer: Adicione um lugar à mesa. Regra áurea da Dieta Mediterrânea.🌿🌿🌾🌾