#lifestyle

PORQUE A TOSCANA É ASSIM… SEM PRESSA

A Toscana é localizada na área central da Itália, magnífica com seus imensos campos de feno e trigo e majestosamente ensolarada.

Mantém viva suas tradições através dos borgos medievais, transmitindo serenidade e tranquilidade para quem vive nestes locais e para quem visita a bella Toscana.

Impressiona com tanta beleza natural e o cuidado em manter a paisagem e as construções restauradas sem perder a identidade italiana.

Como o Val d’Orcia protegido e reconhecido como Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 2004.

Castelos medievais, colinas, cidades antigas, belas vilas, casa isoladas, ciprestes, vinhas fabulosas e olivais centenários, campos de trigo de cor ouro e magníficos campos de feno. Esses são apenas alguns elementos que compõem as paisagens ensolaradas e harmoniosas dessa fantástica região.

Não estranhe se por alguns momentos sentir-se na era medieval ou um peregrino dos anos 500 d.c. em vilarejos de pedras e trilhas em meio ao bosque, que compõem a via Francigena (Via dos franciscanos e pereginos na qual atravessa a Itália)

As cidades mais medievais da Toscana são tombadas pela UNESCO e algumas delas estão localizadas no Val D’Orcia, são elas: Siena, Gaiole in Chianti, San Gimignano, Montalcino, Lucca, San Quirino d Orcia e Pienza.

Ainda no Vale D Orcia são produzidos mais de 200 rótulos diferentes de vinhos feito por pequenos produtores, fazendo com que a qualidade de seus vinhos está em constante evolução. Também nâo posso deixa de falar da excelente qualidade do azeite de oliva, sendo referencia mundial assim como os vinhos.

Para quem ama gastronomia de excelência e / ou produtos artesanais, apresentam-se queijos e salames que harmonizam muito bem com os famosos vinhos da região – Brunello de Montalcino e Orcia, massas artesanais, doces tradicionais e sorvetes típicos italianos de deixar água na boca.

Na Toscana é conservado o modo de viver tranquilo às vezes bucólico e sempre vivendo a contemplação da natureza sem interferir nos seus processos naturais. Para isso a Itália é considerada mundialmente entre os países que mais preservam seu Habitat natural.

Passeios de bicicleta, caminhadas nos bosques, subir em montanhas, contemplar os campos e seus ciprestes fazem parte do cotidiano na Toscana. Um lugar para viver a paz e a esplendor da natureza.

Segue abaixo uma pequena galeria de fotos inspiradoras. Fonte: arquivo pessoal e pinterest

Toscanaebike.com

E-bike Tuscany

INSPIRAÇÃO TOSCANA NO DECOR

Casas com inspiração em Estilo Toscano são decoradas com elementos da natureza, muros de pedra, acessórios de ferro, interior de pedra rústica e texturas, pisos de mármore e madeira sólida. Na paleta de cores o que predomina são os tons quentes e terrosos.  Cria-se sempre uma ampla ligação entre a decoração da fachada, jardins e o interior das casas.

Possui um estilo único, pois as tardicionais casas Toscanas, possuem janelas alongadas, portas bem decoradas, podem ter até três pavimentos e muitas possuem um anexo bem decorado para guardar grãos.

Os jardins Toscanos são um charme a parte, e fazem parte da decor da casa, são lindos vasos, estátuas e fontes que compõem da decor externa e valorizam ainda mais com iluminação direta para as Oliveiras – sim as oliveiras são árvores cultivadas no jardim das casas.

É impossível não se apaixonar por este lindo estilo….. Inspire-se! 🌻🌻

Grande abraço! Abraccio! 🇮🇹💚🤍❤️

Estou no pinterest: Carpe Diem Blog/ @rachbarcellos / Barcellos3037

Cottagecore, Sem categoria

JARDINS INSPIRADOS EM MONET

COMO UMA TELA IMPRESSIONISTA DE MONET, MUITAS PESSOAS SE INSPIRAM E PROJETAM SEUS JARDINS TAL COMO CLAUDE MONET, PINTOR FRANCÊS QUE DEDICOU MAIS DE TRINTA ANOS DE SUA VIDA TRABALHANDO E RETRATANDO O JARDIM DA SUA RESIDÊNCIA EM GIVERNY.

PARA PRATICAR AS SUAS DUAS PAIXÕES: a botânica e a pintura, ele compra uma casa grande, com um celeiro que será seu ateliê , em frente ao qual se estende um grande jardim.

Monet torna esta propriedade, na qual morou de 1883 a 1926, o Clos Normand uma verdadeira obra de arte.

A casa cintila cores por dentro e por fora que diferem dos interiores das escuras casas burguesas da epoca. Em frente à casa, havia uma horta que ele transforma em um jardim vibrante de cores, cultivando inúmeras espécies de flores que florescem em diferentes épocas do ano, dando vida a uma fantasia de cores que mudam conforme a luminosidade.

O jardim de Monet foi organizado em duas partes: um jardim de flores chamado Clos Normand, que fica na frente da casa. O Clos Normand é cheio de flores, árvores frutiferas e ornamentais.

É uma belissima mistura de flores simples com espécies mais raras. logo em seguida está o jardim de água, criado pelo próprio artista e de inspiração japonesa, onde possui um riacho e uma lagoa. Esse jardim está cheio de assimetrias e curvas, que criou a partir de fotos de jardins japoneses que colecionava.

Pintura em tela 1899 / olio su tela 1899 cm 89×93 Parigi, Musée d’Orsay

No jardim da Água está a famosa ponte verde ornada com glicinias, sua lagoa com inúmeras nenufares e sua margem plantada com salgueiro chorão, bambus, peonias e lírios.

O jardim ainda conta com inúmeras rosas trepadeiras e maçiços abundantes de flores e que são um paraiso aos apaixonados por flores

Um tesouro exótico com charme romântico.

Trouxe para vocês algumas inspirações pessoais e de alguns profissionias que se inspiraram no artista e criaram seus próprios jardins estilo Monet.

Referências:

G. GEFFROY, Claude Monet, Sá vie, son cewvre, Ed. Crít. a cura di C. Judrin, Parigi, Mácula, 1980, 1a ed. 1922.

ZAMBIANCHI, Cláudio, I Grande Maestri Dell’arte, Monet e la pittura en plein Air. E-ducation.it S. p. A, Firenze, 2007

Se você gostou deste post curta clicando na estrelinha ⭐ Muito obrigado

Sem categoria

AROMATERAPIA

Fonte: Pinterest

Como usar óleos essenciais para ter bem-estar físico e mental

Descubra como os aromas atuam no organismo, os modos de aplicação e os benefícios que propiciam para o nosso corpo e mente

Pense nos cheiros que trazem as melhores lembranças para você. É na memória olfativa que se baseia a aromaterapia — prática terapêutica feita por meio de óleos essenciais que busca o bem-estar e equilíbrio do corpo e

Além das sensações e memórias que eles são capazes de criar, cada óleo é composto de partículas com benefícios distintos que, ao serem liberadas, ajudam a pessoa a alcançar saúde e bem-estar. “O óleo essencial ajuda a própria planta a se desenvolver em seu ambiente. Ao entendermos como isso

O Poder do Aroma e dos Óleos Essenciais

Cada pessoa reage aos aromas de uma maneira diferente. Talvez você já tenha ouvido falar sobre o que é aromaterapia. Aromaterapia é um tratamento curativo que utiliza o olfato e as propriedades dos óleos essenciais. A etimologia da palavra remete à cura pelo cheiro. A aromaterapia é uma medicina natural, alternativa, preventiva e também curativa. É utilizada em diversas áreas e por diferentes profissionais como médicos, psicoterapeutas, profissionais de estética, terapeutas, e até leigos, ou seja, está disponível para todos.

MAS O QUE SÃO OS ÓLEOS ESSENCIAIS?

Os óleos essenciais são substâncias químicas, concentradas e muito complexas, produzidas pelas plantas, podendo ultrapassar 300 componentes químicos dependendo do óleo. São considerados como a “alma” da planta e são obtidos de flores, folhas, frutos e raízes mediante diversas formas de extração. Cada óleo essencial, de acordo com a sua composição química, atua de forma diferente no nosso organismo, tendo um específico para cada objetivo. Os óleos essenciais podem, também, ser combinados com outros óleos que têm ação sinérgica, trazendo resultados ainda mais interessantes. 

VOCÊ CONHECE AS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA AROMATERAPIA?

Um dos objetivos da aromaterapia é equilibrar o corpo e a mente.a

Abaixo temos os três principais métodos da aromaterapia

  • Dermatológica: visa tratar diversas desordens de unhas, pele e cabelo, como micoses, queda de cabelo, feridas, hematomas, além de trazer benefícios estéticos (para a celulite, estrias, desidratação da pele).
  • Aromacológica: inclui os benefícios que os óleos essenciais trazem para a área psíquica e emocional. Existem óleos com ação estimulante, que trazem segurança, autoestima, criatividade, relaxamento e bom-humor.
  • Terapêutica: medicina alternativa para diversas doenças e desordens.


A aromaterapia é muito versátil, os aromas podem ser usados de várias maneiras.

Do vasinho estrategicamente colocado na sua casa para revigorar as energias e controlar a ansiedade às aplicações em hospitais, clínicas e spas.

Podem ser ingeridos, utilizados em cremes de massagens, inalações, banhos de imersão, compressas, sabonetes, escalda pés, aromatização de ambientes, entre outros.

Lembrando que alguns óleos essenciais não podem ser aplicados diretamente sobre a pele, devendo ser diluídos em óleos 100% vegetais.

CURIOSIDADE


O nome do método foi criado em 1928 pelo químico francês Maurice René de Gattefossé. Ao queimar seu braço e mergulhá-lo acidentalmente em óleo de lavanda, o especialista percebeu que a dor melhorou e em poucos dias o local queimado estava curado. Desde então ele se dedicou ao estudo das propriedades terapêuticas dos óleos essenciais.

Benefícios da aromaterapia

“Traz benefícios desde a parte funcional até a patológica. Vem sendo usado no pós-covid, inclusive, para quem teve anosmia (perda do olfato) e ageusia (perda do sentido do paladar).

Mas o uso da aromaterapia no tratamento médico e estético não é recente. “Temos relatos de que os egípcios já usavam óleos essenciais tanto na prática médica quanto na beleza e na preparação de comida.

Já os gregos utilizavam em massagens. Os romanos, por sua vez, usavam-nos para promover a saúde e higiene pessoal”

SAIBA AS FORMAS DE UTILIZAR A AROMATERAPIA:

Inalação

A inalação com o vapor do Óleo Essencial é um excelente método para tratar os problemas respiratórios, como gripes, resfriados e sinusites. Suas propriedades também são excelentes para tratarmos os problemas emocionais, como ansiedades ou ataques de pânico.

Ao utilizar um vaporizador, acrescente apenas 01 gota de Óleo Essencial ao soro fisiológico. Já em uma tigela, acrescente até 09 gotas para 2 litros de água fervente. Posteriormente, coloque uma toalha sobre a cabeça e respire profundamente. Dessa mesma forma, é possível fazer uma limpeza profunda na pele do rosto.

Durante todo o processo, é conveniente manter os olhos fechados. 

Massagens em geral

Fonte: Pinterest

Esse é o tratamento clássico que proporciona ao organismo a possibilidade de autocura. Durante a massagem, o efeito terapêutico dos Óleos Essenciais ocorre tanto pela inalação dos aromas quanto pela absorção cutânea. A massagem desencadeia a estimulação do fluxo sanguíneo e do líquido linfático, além de atuar sobre o sistema límbico, que é responsável pelos sentimentos.

Para uma massagem, deve ser usada uma diluição de 2%, que serão 50 gotas de Óleos Essenciais para 100 ml de Óleo Vegetal, também chamado de carreador. Em torno de 20 minutos após o início da massagem, os óleos começam a ser absorvidos, propiciam limpeza e sensação de relaxamento. Mesmo que haja excesso de absorção, o excedente é eliminado pela urina ou através da exalação que ocorre pelos poros. Se a massagem for facial, indicamos os Óleos Vegetais de Jojoba, Rosa mosqueta e Semente de Uva.
 

Aromatizadores/Difusores

São recipientes utilizados para a difusão dos Óleos Essenciais em ambientes diversos, como em escritórios ou casas. A utilização deles é bastante simples, são excelentes para ajudar a relaxar, auxiliar o sono, estimular a mente durante os estudos ou para criar um ambiente sensual. 

Aqueles que funcionam com vela devem ter a parte superior preenchida com água e aproximadamente 10 gotas de Óleo Essencial. Enquanto a vela, que fica na parte inferior, aquece a água, a fragrância natural vai sendo liberada lentamente no ambiente. O uso desse tipo de difusor ou vaporizador é desaconselhável em áreas com grandes correntes de ar ou enquanto se dorme.

Banhos terapêuticos

No banho quente, os Óleos essenciais entram em contato com a pele ao mesmo tempo em que são inalados e a absorção de suas propriedades ocorre tanto pela epiderme quanto pelo sistema respiratório.

Em banhos de imersão são necessárias de 15 a 20 gotas de Óleo Essencial para uma banheira tamanho padrão, além de 01 colher de óleo carreador, mel ou leite em pó, para que ele se disperse na água. Uma boa alternativa é fazer o óleo de banho com 10 ml de Óleo Vegetal de Germe de Trigo e 90 ml de Óleo Vegetal de Semente de Uva. Nessa mistura devem ser acrescentadas 75 gotas de óleos essenciais, para misturá-los, basta agitar bem. 

Nas duchas, os óleos devem ser aplicados no corpo todo, com o auxílio de uma bucha em movimentos circulares, para facilitar a permeabilidade e alcançar a corrente sanguínea. Para finalizar, basta enxaguar-se com uma ducha de água mais fria que a usada no banho.
 

Compressas

As compressas são ideais para artrites, reumatismos, dores nas ‘juntas’, de cabeça ou musculares.

Em uma tigela, acrescente 01 litro de água bem quente e aproximadamente 10 gotas de Óleo Essencial. Mergulhe uma toalha de mão ou uma fralda de pano na tigela, retire o excesso de água e a coloque sobre a área desejada. Repita essa operação quantas vezes achar necessário. Para fazê-las frias, o procedimento é o mesmo.

Pomadas

Para preparar uma receita caseira de pomada, use Creme Neutro e Óleo Vegetal. Depois de agregá-los, acrescente os Óleos Essenciais.

Escalda-pés ou pedilúvio

Para refrescar pés doloridos e cansados, utilize uma bacia ou tina com 02 litros de água quente e, aproximadamente 10 a 15 gotas de Óleos Essenciais adequados, sempre diluídos em algum veículo. Recomendamos Sal do Himalaia, vinagre e/ou Óleos Vegetais.

Banho de mãos ou manilúvio

Ideal para uma esfoliação para retirar as células mortas e amaciar a pele áspera.

Coloque em uma bacia 01 litro de água morna, 02 colheres de sopa de vinagre de cidra (maçã) e 10 gotas de Óleo Essencial adequado. Mergulhe as mãos nessa mistura e em seguida, “envelope-as” com plástico filme (de uso culinário) por cerca de 20 minutos. O tratamento pode ser finalizado com a manicure completa.

Sauna

Adicione no borrifador 300 ml de água e 15 gotas de Óleo Essencial de Hortelã Pimenta ou Eucalipto Glóbulos.

Aplicação direta

Existem ocasiões específicas, como em casos de primeiros-socorros, nas quais a aplicação dos Óleos Essenciais diretamente na área afetada é segura. Mas os únicos óleos que podem ser usados topicamente (direto na pele) são os de Lavanda, Tea Tree e Copaíba.

Emanação de travesseiro

Perfumar o travesseiro com 02 ou 03 gotas de Óleo Essencial é ótimo para relaxar ou aliviar a insônia. Coloque as gotas em um pad de algodão e coloque-o entre a fronha e o travesseiro.

Sachês ou Pout-Pourri

Para deixar um aroma agradável dentro dos armários ou em qualquer ambiente da casa, use recipientes como rolhas, algodão, folhas ou trouxinhas de tecido. Para aromatizar qualquer um desses materiais, pingue algumas gotas de Óleo Essencial. 

Para as sapateiras, o mais indicado é utilizar bolinhas de madeira ou chumaços de algodão, com gotas de Óleos Essenciais de Tea Tree ou Cipreste.

Lareira

Para obter toras de madeira aromatizadas, coloque aproximadamente 07 gotas de Óleo Essencial em cada pedaço, uma hora antes de acender o fogo. Entre os óleos adequados, use os de Cipreste, Pinho ou Cedro. Com a lareira acessa, o aroma será liberado aos poucos, deixando o ambiente aconchegante e delicioso.

Com todas essas dicas, você percebeu que a Aromaterapia acredita no tratamento do indivíduo como um todo, levando em conta a mente, o corpo e o lado espiritual. E seu objetivo principal é manter o organismo em equilíbrio.

Gostou da matéria? Então curta e compartilhe com quem você gosta✨✨

Um grande abraço 🤗🤗

Referências:

Scielo: “Especiarias como antioxidantes naturais: aplicações em alimentos e implicação na saúde – Especiarias”


Scielo: “A fitoterapia no mundo atual”
International Organization for Standardization. Aromatic natural raw materials – Vocabulary: ISO 9235. Genebra, 1997. 8p.
Gunther, E. The Essential Oils. New York, Van Nostrand and Co. 1948.


AZAMBUJA, W. Óleos Essenciais. Disponível em: <http://www.oleosessenciais.org&gt;.


«Brito, José Otávio “Goma-Resina de Pinus e Óleos Essenciais de Eucalipto: Destaques na Área de Produtos Florestais Não-Madeireiros” no site do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais do Brasil (em inglês)


Costa, A.F. Farmacognosia. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1977, volume I.


Simões, C.M.O. et al. (org.). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre/Florianópolis, Ed. Universidade UFRGS/Ed. da UFSC, 1999.