Cottagecore

COTTAGECORE

Mas afinal o que é cottagecore?

Cottagecore é um estilo?Uma tendência? Um movimento? Uma filosofia? Um padrão social?

Você já deve ter visto por aí, no Instagram, Pinterest, Facebook, fotos inspiradoras de pic nic ao ar livre, vestidos florais, chapéu e acessórios bem , pessoas posando para fotos em campos de trigo, campos de lavanda, campos de girassóis, fotos da vida simples do campo, chalés rurais e flat lays com flores naturais, café e utensílios do dia a dia rural.

Esta palavra em inglês é o resultado de duas palavras: cottage, que significa cabana, e core, que significa centro ou núcleo. Assim, cottagecore está relacionado a viver no centro do campo.

Este é, então, um estilo de vida muito natural e quem escolhe seguir esta corrente vive no estilo rural, tentando se unir à natureza e viver de uma forma diferente da que habitualmente se costuma fazer.

Esse movimento veio forte há mais ou menos 3 três anos, como fuga das metrópoles e meios urbanos congestionados e estressante.

Com a pandemia então, se intensificou, quando as pessoas ficaram sem férias, sem passeios, sem interação e preocupadas com o futuro.

Coisas como ficar ao ar livre, ter contato com a natureza, plantar temperos e flores, cultivar saladinhas e tomar um café fresquinho na varanda, fazem parte do estilo cottagecore. Coisas simples, naturais e que remetem a vida do campo.

Roupas leves, confortáveis, com tecidos naturais e vintage fazem parte do style de quem ama esse movimento.

Cottagecore vem da natureza, agricultura, nostalgia e domesticidade. Ele abrange as coisas simples da vida, como cuidar das plantas, brincar no campo com animais, fazer piqueniques, assar pão, colher frutas e passar café fresquinho.

Cottagecore significa…

Cottagecore é um movimento cultural que exalta o conceito de uma vida simples e autossuficiente. Capturando o anseio por uma vida mais rural e idílica, ela explora o desejo de estar em harmonia com a natureza e de viver em um mundo fora daquele que atualmente é habitado.

Imagine o cottagecore como um cobertor aconchegante e confortável que não faz julgamentos e que se envolve em sua sala.É caprichoso e nostálgico, mas com elementos peculiares e ecológicos que refletem nossa necessidade de beleza, sustentabilidade e segurança.

Pense em coisas feitas à mão, discretas, suaves e, acima de tudo, bonitas. O movimento do cottagecore possui uma grande preocupação aos efeitos danosos da industrialização e das condições sociais. Essa visão é tão pungente agora quanto era na época vitoriana.

Embora o estilo cottagecore seja composto por inúmeros os aspectos, os que estão mais em alta são vestuário e decoração. Esses são os aspectos mais visíveis desse estilo de vida.

DECORAÇÃO

Esses objetos tradicionais, geralmente porcelanas, bules, xícaras e tapetes, são exibidos da forma mais natural e tradicional possível. Porém, também faz parte de seus costumes aproveitar, reaproveitar ou transformar objetos ou peças antigas.

Decorar mesas, jardins, paredes e outros ambientes com artigos em ferro, vasos com flores, crochet, tricô e tudo que remete ao campestre, com tonalidades suaves e florais.

Moda Cottagecore

A moda cottagecore busca o estilo campestre. Mas como poderíamos levar o estilo cottagecore para as grandes cidades?

O cottagecore trabalha com a idealização do que seria uma pessoa do campo (esteriótipos). E assim, não há espaço para peças berrantes ou com aspecto excessivamente moderno.


Uma lista de peças e acessórios que servem para a moda cottage: 


🌸Estampa florais 🌸Mangas bufantes 🌸Mangas transparentes 🌸 Corpetes e stays estilo século 18 🌸Jardineiras 🌸Acessórios de pérolas🌸Estampa Vichy🌸 Tons claros e pastel🌸Lenços no cabelo🌸 Bolsas e chapéu de Palha ou feltro
A partir de alguns desses elementos, você pode imprimir sua própria personalidade ao estilo. 


Relações Entre Cottagecore e Arcadismo


Essa vontade de retornar ao mundo rural fez parte do movimento árcade. O Arcadismo foi uma corrente literária e artística do século 18 que fez oposição ao Barroco.
O Arcadismo se pautou em grande medida nas ideias do poeta romano Horácio – duas delas em especial: fugere urbem (fugir da cidade) e carpe diem (aproveitar o dia).

Os poetas árcades sonhavam com a Arcádia, uma região da Grécia que foi pano de fundo para diversos mitos. A Arcádia seria um lugar mágico, tranquilo e ideal para viver.

A filosofia epicurista também esteve presente nesse movimento. O epicurismo pregava a vivência equilibrada dos prazeres, diferentemente do Hedonismo que incentivava o prazer ilimitado.

Também é um erro pensar que apenas quem mora no campo pode pertencer a esse estilo. Atualmente, nem todas as pessoas têm a facilidade de viver em áreas rurais ou em fazendas. Mesmo assim, é possível tentar levar esse estilo de vida natural morando na cidade.


Isso porque cottagecore é mais do que uma estética, tem a ver com o interesse de viver em harmonia com a natureza, favorecendo processos lentos, valorizando as práticas artesanais e tradicionais.


Referências : fotos arquivo pessoal e pinterest

Sem categoria

AROMATERAPIA

Fonte: Pinterest

Como usar óleos essenciais para ter bem-estar físico e mental

Descubra como os aromas atuam no organismo, os modos de aplicação e os benefícios que propiciam para o nosso corpo e mente

Pense nos cheiros que trazem as melhores lembranças para você. É na memória olfativa que se baseia a aromaterapia — prática terapêutica feita por meio de óleos essenciais que busca o bem-estar e equilíbrio do corpo e

Além das sensações e memórias que eles são capazes de criar, cada óleo é composto de partículas com benefícios distintos que, ao serem liberadas, ajudam a pessoa a alcançar saúde e bem-estar. “O óleo essencial ajuda a própria planta a se desenvolver em seu ambiente. Ao entendermos como isso

O Poder do Aroma e dos Óleos Essenciais

Cada pessoa reage aos aromas de uma maneira diferente. Talvez você já tenha ouvido falar sobre o que é aromaterapia. Aromaterapia é um tratamento curativo que utiliza o olfato e as propriedades dos óleos essenciais. A etimologia da palavra remete à cura pelo cheiro. A aromaterapia é uma medicina natural, alternativa, preventiva e também curativa. É utilizada em diversas áreas e por diferentes profissionais como médicos, psicoterapeutas, profissionais de estética, terapeutas, e até leigos, ou seja, está disponível para todos.

MAS O QUE SÃO OS ÓLEOS ESSENCIAIS?

Os óleos essenciais são substâncias químicas, concentradas e muito complexas, produzidas pelas plantas, podendo ultrapassar 300 componentes químicos dependendo do óleo. São considerados como a “alma” da planta e são obtidos de flores, folhas, frutos e raízes mediante diversas formas de extração. Cada óleo essencial, de acordo com a sua composição química, atua de forma diferente no nosso organismo, tendo um específico para cada objetivo. Os óleos essenciais podem, também, ser combinados com outros óleos que têm ação sinérgica, trazendo resultados ainda mais interessantes. 

VOCÊ CONHECE AS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA AROMATERAPIA?

Um dos objetivos da aromaterapia é equilibrar o corpo e a mente.a

Abaixo temos os três principais métodos da aromaterapia

  • Dermatológica: visa tratar diversas desordens de unhas, pele e cabelo, como micoses, queda de cabelo, feridas, hematomas, além de trazer benefícios estéticos (para a celulite, estrias, desidratação da pele).
  • Aromacológica: inclui os benefícios que os óleos essenciais trazem para a área psíquica e emocional. Existem óleos com ação estimulante, que trazem segurança, autoestima, criatividade, relaxamento e bom-humor.
  • Terapêutica: medicina alternativa para diversas doenças e desordens.


A aromaterapia é muito versátil, os aromas podem ser usados de várias maneiras.

Do vasinho estrategicamente colocado na sua casa para revigorar as energias e controlar a ansiedade às aplicações em hospitais, clínicas e spas.

Podem ser ingeridos, utilizados em cremes de massagens, inalações, banhos de imersão, compressas, sabonetes, escalda pés, aromatização de ambientes, entre outros.

Lembrando que alguns óleos essenciais não podem ser aplicados diretamente sobre a pele, devendo ser diluídos em óleos 100% vegetais.

CURIOSIDADE


O nome do método foi criado em 1928 pelo químico francês Maurice René de Gattefossé. Ao queimar seu braço e mergulhá-lo acidentalmente em óleo de lavanda, o especialista percebeu que a dor melhorou e em poucos dias o local queimado estava curado. Desde então ele se dedicou ao estudo das propriedades terapêuticas dos óleos essenciais.

Benefícios da aromaterapia

“Traz benefícios desde a parte funcional até a patológica. Vem sendo usado no pós-covid, inclusive, para quem teve anosmia (perda do olfato) e ageusia (perda do sentido do paladar).

Mas o uso da aromaterapia no tratamento médico e estético não é recente. “Temos relatos de que os egípcios já usavam óleos essenciais tanto na prática médica quanto na beleza e na preparação de comida.

Já os gregos utilizavam em massagens. Os romanos, por sua vez, usavam-nos para promover a saúde e higiene pessoal”

SAIBA AS FORMAS DE UTILIZAR A AROMATERAPIA:

Inalação

A inalação com o vapor do Óleo Essencial é um excelente método para tratar os problemas respiratórios, como gripes, resfriados e sinusites. Suas propriedades também são excelentes para tratarmos os problemas emocionais, como ansiedades ou ataques de pânico.

Ao utilizar um vaporizador, acrescente apenas 01 gota de Óleo Essencial ao soro fisiológico. Já em uma tigela, acrescente até 09 gotas para 2 litros de água fervente. Posteriormente, coloque uma toalha sobre a cabeça e respire profundamente. Dessa mesma forma, é possível fazer uma limpeza profunda na pele do rosto.

Durante todo o processo, é conveniente manter os olhos fechados. 

Massagens em geral

Fonte: Pinterest

Esse é o tratamento clássico que proporciona ao organismo a possibilidade de autocura. Durante a massagem, o efeito terapêutico dos Óleos Essenciais ocorre tanto pela inalação dos aromas quanto pela absorção cutânea. A massagem desencadeia a estimulação do fluxo sanguíneo e do líquido linfático, além de atuar sobre o sistema límbico, que é responsável pelos sentimentos.

Para uma massagem, deve ser usada uma diluição de 2%, que serão 50 gotas de Óleos Essenciais para 100 ml de Óleo Vegetal, também chamado de carreador. Em torno de 20 minutos após o início da massagem, os óleos começam a ser absorvidos, propiciam limpeza e sensação de relaxamento. Mesmo que haja excesso de absorção, o excedente é eliminado pela urina ou através da exalação que ocorre pelos poros. Se a massagem for facial, indicamos os Óleos Vegetais de Jojoba, Rosa mosqueta e Semente de Uva.
 

Aromatizadores/Difusores

São recipientes utilizados para a difusão dos Óleos Essenciais em ambientes diversos, como em escritórios ou casas. A utilização deles é bastante simples, são excelentes para ajudar a relaxar, auxiliar o sono, estimular a mente durante os estudos ou para criar um ambiente sensual. 

Aqueles que funcionam com vela devem ter a parte superior preenchida com água e aproximadamente 10 gotas de Óleo Essencial. Enquanto a vela, que fica na parte inferior, aquece a água, a fragrância natural vai sendo liberada lentamente no ambiente. O uso desse tipo de difusor ou vaporizador é desaconselhável em áreas com grandes correntes de ar ou enquanto se dorme.

Banhos terapêuticos

No banho quente, os Óleos essenciais entram em contato com a pele ao mesmo tempo em que são inalados e a absorção de suas propriedades ocorre tanto pela epiderme quanto pelo sistema respiratório.

Em banhos de imersão são necessárias de 15 a 20 gotas de Óleo Essencial para uma banheira tamanho padrão, além de 01 colher de óleo carreador, mel ou leite em pó, para que ele se disperse na água. Uma boa alternativa é fazer o óleo de banho com 10 ml de Óleo Vegetal de Germe de Trigo e 90 ml de Óleo Vegetal de Semente de Uva. Nessa mistura devem ser acrescentadas 75 gotas de óleos essenciais, para misturá-los, basta agitar bem. 

Nas duchas, os óleos devem ser aplicados no corpo todo, com o auxílio de uma bucha em movimentos circulares, para facilitar a permeabilidade e alcançar a corrente sanguínea. Para finalizar, basta enxaguar-se com uma ducha de água mais fria que a usada no banho.
 

Compressas

As compressas são ideais para artrites, reumatismos, dores nas ‘juntas’, de cabeça ou musculares.

Em uma tigela, acrescente 01 litro de água bem quente e aproximadamente 10 gotas de Óleo Essencial. Mergulhe uma toalha de mão ou uma fralda de pano na tigela, retire o excesso de água e a coloque sobre a área desejada. Repita essa operação quantas vezes achar necessário. Para fazê-las frias, o procedimento é o mesmo.

Pomadas

Para preparar uma receita caseira de pomada, use Creme Neutro e Óleo Vegetal. Depois de agregá-los, acrescente os Óleos Essenciais.

Escalda-pés ou pedilúvio

Para refrescar pés doloridos e cansados, utilize uma bacia ou tina com 02 litros de água quente e, aproximadamente 10 a 15 gotas de Óleos Essenciais adequados, sempre diluídos em algum veículo. Recomendamos Sal do Himalaia, vinagre e/ou Óleos Vegetais.

Banho de mãos ou manilúvio

Ideal para uma esfoliação para retirar as células mortas e amaciar a pele áspera.

Coloque em uma bacia 01 litro de água morna, 02 colheres de sopa de vinagre de cidra (maçã) e 10 gotas de Óleo Essencial adequado. Mergulhe as mãos nessa mistura e em seguida, “envelope-as” com plástico filme (de uso culinário) por cerca de 20 minutos. O tratamento pode ser finalizado com a manicure completa.

Sauna

Adicione no borrifador 300 ml de água e 15 gotas de Óleo Essencial de Hortelã Pimenta ou Eucalipto Glóbulos.

Aplicação direta

Existem ocasiões específicas, como em casos de primeiros-socorros, nas quais a aplicação dos Óleos Essenciais diretamente na área afetada é segura. Mas os únicos óleos que podem ser usados topicamente (direto na pele) são os de Lavanda, Tea Tree e Copaíba.

Emanação de travesseiro

Perfumar o travesseiro com 02 ou 03 gotas de Óleo Essencial é ótimo para relaxar ou aliviar a insônia. Coloque as gotas em um pad de algodão e coloque-o entre a fronha e o travesseiro.

Sachês ou Pout-Pourri

Para deixar um aroma agradável dentro dos armários ou em qualquer ambiente da casa, use recipientes como rolhas, algodão, folhas ou trouxinhas de tecido. Para aromatizar qualquer um desses materiais, pingue algumas gotas de Óleo Essencial. 

Para as sapateiras, o mais indicado é utilizar bolinhas de madeira ou chumaços de algodão, com gotas de Óleos Essenciais de Tea Tree ou Cipreste.

Lareira

Para obter toras de madeira aromatizadas, coloque aproximadamente 07 gotas de Óleo Essencial em cada pedaço, uma hora antes de acender o fogo. Entre os óleos adequados, use os de Cipreste, Pinho ou Cedro. Com a lareira acessa, o aroma será liberado aos poucos, deixando o ambiente aconchegante e delicioso.

Com todas essas dicas, você percebeu que a Aromaterapia acredita no tratamento do indivíduo como um todo, levando em conta a mente, o corpo e o lado espiritual. E seu objetivo principal é manter o organismo em equilíbrio.

Gostou da matéria? Então curta e compartilhe com quem você gosta✨✨

Um grande abraço 🤗🤗

Referências:

Scielo: “Especiarias como antioxidantes naturais: aplicações em alimentos e implicação na saúde – Especiarias”


Scielo: “A fitoterapia no mundo atual”
International Organization for Standardization. Aromatic natural raw materials – Vocabulary: ISO 9235. Genebra, 1997. 8p.
Gunther, E. The Essential Oils. New York, Van Nostrand and Co. 1948.


AZAMBUJA, W. Óleos Essenciais. Disponível em: <http://www.oleosessenciais.org&gt;.


«Brito, José Otávio “Goma-Resina de Pinus e Óleos Essenciais de Eucalipto: Destaques na Área de Produtos Florestais Não-Madeireiros” no site do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais do Brasil (em inglês)


Costa, A.F. Farmacognosia. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1977, volume I.


Simões, C.M.O. et al. (org.). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre/Florianópolis, Ed. Universidade UFRGS/Ed. da UFSC, 1999.